21192536_1435424603177947_6999739610952679735_n.jpg

A Invenção do Nordeste

Motivada por uma série de reações xenófobas contra os nordestinos, durante as eleições presidenciais de 2014, a atriz Quitéria Kelly do Grupo Carmin entrou em contato com a obra do Professor Dr. Durval Muniz de Albuquerque Jr, que escreveu o livro: “A Invenção do Nordeste e Outras Artes”. Quitéria então compartilhou com os demais integrantes do grupo, o seu desejo de criar uma peça que contribuísse para a desconstrução da imagem estereotipada do Nordeste e do(a) nordestino(a). Seria seu primeiro trabalho como diretora.

Durante 2 anos de pesquisa, o Grupo Carmin mergulhou nos questionamentos dos mecanismos estéticos, históricos e culturais que contribuíram para a formação de uma visão do nordeste brasileiro como um espaço idealizado, deslocado do processo histórico e imune ao impacto das grandes transformações sociais.

A partir daí, os dramaturgos Pablo Capistrano e Henrique Fontes escreveram uma auto-ficção onde um diretor é contratado por uma grande produtora para preparar dois atores norte-riograndenses, que disputam o papel de um personagem nordestino. Durante o tempo da preparação, a identidade nordestina entra em cheque. Afinal, existiria apenas uma identidade nordestina?

A peça “A Invenção do Nordeste” propõe desenhar a trajetória hilária e por vezes conflitante da história recente do estabelecimento da região nordeste. Essa unidade sociopolítica e cultural com todas as suas individualidades e também todos os estereótipos alimentados por décadas pela literatura, cinema, música e artes visuais brasileiras.

PREMIAÇÃO

A Invenção do Nordeste vem circulando o país e vencendo premiações importantes:

Cesgranrio: Melhor Espetáculo (Primeiro grupo nordestino a receber a premiação)

Prêmio Shell: Dramaturgia

Botequim Cultural: Dramaturgia

Prêmio Humor: Melhor Espetáculo, Melhor Direção e Dramaturgia

Prêmio APTR (Associação dos Produtores de Teatro): Autor e Ator Coadjuvante (Premiação dupla para Mateus Cardoso e Robson Medeiros)

SINOPSE

Um diretor é contratado por uma grande produtora para realizar a missão de selecionar um ator nordestino que possa interpretar com maestria um personagem nordestino. Depois de vários testes e entrevistas, dois atores vão para a final e o diretor tem sete semanas para deixá-los prontos para o último teste. Durante as 7 semanas de preparação, os atores refletem sobre sua identidade, cultura, história pessoal e descobrem que ser e viver um personagem nordestino não é tarefa simples.

FICHA TÉCNICA

Quitéria Kelly: Direção e figurino

Pedro Fiuza: Assistência de direção, dramaturgia audiovisual e desenho de luz

Durval Muniz Jr: Consultoria intelectual

Mathieu Duvignaud: Direção de arte e cenografia

Henrique Fontes e Pablo Capistrano: Dramaturgia

Henrique Fontes, Mateus Cardoso e Robson Medeiros: Elenco

Ana Claudia Albano Viana: Preparação corporal

Gilmar Bedaque: Preparação vocal

Mariana Hardi: Produção executiva

Gabriel Souto: Trilha original

Teo Viana: Design gráfico

Erick Lima: Xilogravura

Kátia Dantas: Costureira

Irapuã Junior: Cenotécnico

Anderson Galdino: Assistência Técnica

Juliano Barreto: Editor de vídeo

Deus e o Diabo na Terra do Sol de Glauber Rocha: Imagens de apoio - Todos os direitos reservados - Copyrights Consultoria LTDA